domingo, 20 de março de 2011

04. Marketing do Produto

30/03/11 - CHURCHILL JR, PETER (2005) - Capítulo 09 - Administrando produtos existentes - p. 232-286.
Ciclo de vida do produto;
Estabelecendo marcas e valor de marca;
Desenvolvimento de novos produtos.

33 comentários:

  1. Jerusa José Bezerra dos Santos
    Administrando Produtos Existentes
    Classificando os produtos
    Para ajudar no planejamento composto dê marketing, as organizações classificam seus produtos de diversas maneiras. Duas classificações básicas levam em consideração se o produto destina-se a consumidoras ou a organizações e se ele é durável ou não durável.
    Produto de consumo e industriais
    Os profissionais de marketing precisam determinar se seu mercado – alvo é constituído primariamente de consumidores ou compradores organizacionais. Bens e serviços vendidos para organizações são chamados de produtos industriais. Churchill Jr, Peter (2005; p.234).

    Estabelecendo marcas e valor da marca
    Os compradores geralmente preocupam –se não só com os tipos de produtos, mas também com marcas de produtos. Os clientes dizem: ¨Gostaria de comprar um Porsche¨, ou ¨Estou morrendo de vontade de comer um Big Mac, ou ¨Poderíamos melhorar muito nossa apresentação se ussássemos o Powerpoint ¨.
    Os profissionais de marketing atribuem marcas a seus produtos para diferenciá – los dos concorrentes e para ajudar os compradores a tomar decisões dê compra. Uma marca é ¨um nome, termo, design, símbolo ou qualquer outra característica que identifique o bem ou serviço de um vendedor como distinto dos bens ou serviços de outros vendedores¨. . Churchill. Jr, Peter (2005; p. 244).

    Compostos de produtos e linhas dê produtos
    A maior parte das organizações comercializa mais de um produto. O conjunto completo de produtos oferecido para a venda por uma organização é conhecido como o composto de produtos da organização, variedade de produtos ou portifólio de produtos. Churchill Jr, Peter (2005; p.251).
    Os profissionais de marketing avaliam um composto de produtos considerando sua extensão, profundidade e consistência. A extensão de um composto dê produto refere –se ao número de linhas de produtos comercializados pela organização. Já a profundidades alude ao número médio de produtos em cada linha dê produtos. Finalmente, a consistência diz respeito à similaridade das linhas de produtos em termos de matéria – prima, requisitos de produção, canais de distribuição, ou outros aspectos. Churchill Jr, Peter (2005; p. 252).

    O planejamento do composto de marketing classifica seus produtos de diferentes modos, ou seja, se o produto é direcionado às empresas ou consumidores. Os profissionais de marketing identifica qual o mercado - alvo que se destina aos compradores organizacionais e quais são exclusivos a consumidores. Os bens e consumos são oferecidos as organizações, já os consumidores se preocupam com as marcas e variedades de produtos. Portanto, os profissionais diferenciam seus produtos da concorrência e contribui para que seus clientes possa tomar as decisões de compra com eficiência.

    ResponderExcluir
  2. Juliana Natália de Oliveira Silva29 de março de 2011 13:01

    Administrando Produtos Existentes.

    “Os profissionais de marketing precisam determinar se seu mercado - alvo é constituído primariamente de consumidores ou de compradores organizacionais. Bens e serviços vendidos para consumidores são conhecidos como produtos de consumo. Bens e serviços vendidos para organizações são chamados de produtos industriais.” (Churchill, 2005, p. 234).
    “Os profissionais de marketing de produtos de especialidade muitas vezes colocam seus produtos apenas em pontos de venda exclusivos e cobram preços altos para indicar prestígio.” (Churchill, 2005, p. 235).
    “Quando compramos certos bens de consumo, como um carro ou um colchão, esperamos que eles durem anos. Esses tipos de bens de consumo “usados por um longo período de tempo em vez de um breve período” são conhecidos como bens duráveis. Geralmente, consideram – se bens duráveis aqueles usados por pelo menos três anos.” (Churchill, 2005, p. 237).
    “Durante seu estágio de introdução, um novo produto entra no mercado. As vendas começam lentamente, mais depois aumentam. Os custos costumam ser altos: os de produção porque os produtores ainda não têm experiência em sua fabricação, e os de marketing porque os vendedores precisam dedicar recursos a instruir os mercados – alvo sobre o que é o novo produto e como ele irá beneficia – los.” (Churchill, 2005, p. 238).
    “Outra limitação é que nem todos os produtos percorrem o ciclo de vida da mesma maneira. Muitos produtos simplesmente fracassam, sem passar por algo que possa se aproximar de um ciclo de vida completo. Diversas variações no ciclo da vida também existem, duas das quais são as modas e os modismos.” (Churchill, 2005, p. 240).
    “Marcas próprias são populares na Europa e no Japão. Em um estudo, as marcas próprias mostraram-se responsáveis por estimados 32% das vendas de supermercados britânicos e 24% na França. No Japão, por sua vez, os preços de muitos itens nos supermercados caíram quando os varejistas aumentaram o número de marcas próprias.” (Churchill, 2005, p. 246).
    “As decisões relacionadas ao estabelecimento de uma marca são cruciais para o sucesso das atividades de marketing. Uma boa marca pode diferenciar o produto da concorrência e dar origem a sentimentos positivos como confiança, credibilidade, segurança e força.” (Churchill, 2005, p. 248).
    “Como já foi mencionado, as organizações podem obter proteção legal para suas marcas registrando – as no governo. O registro da marca, tornando – a uma marca registrada ou marca de serviço, dá ao proprietário o direito exclusivo de uso sobre ela.” (Churchill, 2005, p. 249).
    Observa – se que uma boa estratégia de estabelecimento de marca é muito importante, isso com certeza ajuda os profissionais de marketing a desenvolver e também a manter uma imagem positiva entre seus clientes.
    A importância que o valor de uma marca oferece é muito grande, isso com certeza os ajudará a interpretar e a processar todas as informações necessárias sobre produtos novos e já existentes no mercado.
    Para os profissionais de marketing é de extrema importância desenvolver e proteger a sua marca, elas são todas registradas sobre meio de proteção de marca.
    A marca representa um design, um símbolo que vai diferenciar o produto de um vendedor e de seus concorrentes.

    ResponderExcluir
  3. As organizações classificam seus produtos de diversas maneiras.
    Produtos de consumo e industriais: bens e serviços vendidos para consumidores são conhecidos como produto de consumo. Bens e serviços vendidos para organizações são chamados de produtos industriais. . (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.234)

    Os profissionais de marketing que vendem produtos de compra comparada os oferecem em menos pontos de venda e fornecem informações vários atributos do produto, que ajudam os consumidores a escolher os produtos certos para suas necessidades. . (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.234).

    O clico de vida do produto é portanto um modelo dos estágios histórico de vendas e lucros de um produto:

    Introdução:Durante seu estagio de introdução, um novo produto entra no mercado, o marketing durante esse estágio enfatiza a construção da demanda primaria, ou demanda pela classe de produto com um todo, tem como objetivo fazer os compradores potenciais tomarem consciência do produto para eles experimentarem.

    Crescimento: durante o estagio de crescimento, as vendas sobem rapidamente conforme cada vez mais compradores começam a experimentar o produto. Os lucros também sobem conforme os vendedores aprendem a fazer uso eficiente de suas instalações de produção e canais de distribuição.

    Maturidade: um produto está maduro quando se torna conhecido no mercado e quando as vendas sobem mais gradualmente até atingir um platô. Com muitos compradores já possuem o produto, o crescimento das vendas é mais lento e pode até começar a cair no final desse estágio.

    Declínio: o volume de vendas da maioria dos produtos começa a cair. Há muitas razões possíveis para um declínio nas vendas, talvez uma nova tecnologia tenha levado a uma alternativa superior. (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.238 a 2041).

    Usar uma marca é uma maneira de distinguir produtos na mente de compradores potencias. Eles podem dedicar um esforço extra e gastar dinheiro adicional para comprar produtos de uma determinada marca. Algumas pessoas têm um comprometimento com certa marca que é chamada de lealdade de marca. Em suma, as marcas podem reduzir o tempo e a energia envolvida no processo de compra, além de proporcionar bons sentimentos derivados de associações positivas com a marca.

    ResponderExcluir
  4. Administrando Produtos

    As organizações para facilitar o processo de marketing classificam seus produtos de diversas maneiras, considerando o produto ou serviço destinado aos consumidores ou organizações. Onde profissionais de marketing elaboram estratégias para levar o produto ao público-alvo, seja por consumo, conveniência, compra comparada, especialidade ou não-procuradas.

    Também as industriais; instalações, equipamentos, acessórios, componentes, matéria prima ou suprimentos. Sendo duas categorias básicas os duráveis e não duráveis, onde profissional de marketing se preocupa um pouco mais com os bens duráveis, pois estes compradores esperam utilizá-los por um longo período envolvendo confiabilidade do produto e disposição do vendedor para prestar a manutenção necessária ex: carro.

    Os bens não duráveis; apenas envolve a preocupação de levar o produto ao consumidor e suprir suas necessidades ou desejos, produto qual consumidores não esperam muito deles, envolvendo apenas trabalho de divulgação do produto como ex: refeições e gasolina.

    Já o ciclo de vida de um produto envolve quatro estágios; introdução, crescimento, maturidade e declínio. Introdução; período de dificuldades, pois o produto não tem conhecimento de mercado sendo necessário trabalhar com lucros negativos para fazer com que compradores tomem consciência do produto e experimentem-no.

    Crescimento; durante este estágio as vendas aumentam e melhora a lucratividade, de acordo em que cada vez mais consumidores começam a experimentar o produto. Tendo como preocupação acompanhar a demanda e evitar os concorrentes, se necessário for o profissional focará uma demanda secundária.

    Maturidade; quando o produto tem grande conhecimento no mercado, porém, como muitos compradores já possuem o produto suas vendas tendem a serem mais lentas podendo até começar a cair no final deste estágio.

    Declínio; este produto perde o prestígio seja por ter surgido algo com nova tecnologia ou produto que aparente melhor qualidade. Para responder ao declínio o profissional de marketing deve procurar novas maneiras de manter o produto no mercado, seja, cortando custos ou inovando seu produto e procurar novos mercados, sendo que de maneira geral, certos produtos nem passa pelos quatros estágios, fracassam antes de completar seu ciclo de vida.

    Estabelecimento de marca ou valor da marca são atributos que possam diferenciá-los da concorrência fazendo com que compradores tomem decisão de compras com confiabilidade e fidelidade. Geralmente esta marca é composta por letras, números, palavras ou símbolos registrados junto ao governo federal, tornando uma marca comercial “Patente” que às vezes empresas operam vários outros produtos em torno deste slogan ex: Nestlé.

    Trabalhar e investir em uma marca traz benefícios, pois o slogan leva credibilidade conquistada pela empresa de forma a conquistar confiabilidade e lealdade da parte do consumidor. Sendo que marcas beneficiam tanto compradores como vendedores auxiliando num parâmetro de preços e qualidade. Exemplo disso é a “coca-cola”. Onde executivos afirmam que, se todos seus ativos físicos fossem destruídos num desastre, ela poderia conseguir imediatamente um empréstimo de 100 bilhões de dólares para se reconstruir.

    Portanto adquirir o controle da administração de produtos é conquistar confiabilidade e lealdade do público alvo, inovação e investimentos para agradar e suprir necessidades e desejos de clientes cada vez mais exigentes. Alcançados estes objetivos a empresa estará sempre competitiva, tendo como exemplo a coca-cola se houver algum acontecimento que venha a perder seu capital o que não faltará é investidores para reestruturar a empresa colocando-a no mercado novamente.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Administrando Produtos
    Patrícia Queiroz

    Os profissionais de marketing devem determinar seu público alvo e mercado. As organizações para o processo de marketing classificam seus produtos de varias maneiras, destinando as organizações seus serviços e produtos e os classificando em bens duráveis ou não duráveis.

    Os bens duráveis são produtos que deverão ser utilizados a um longo prazo que envolva confiabilidade do produto, enquanto, os bens não duráveis busca suprir as necessidades dos consumidores através de um determinado tempo e este trabalho é feito através de divulgações diversas dos produtos.

    De acordo com Churchill Jr e Peter (2005), o ciclo de vida d produto possui quatro estágios: Introdução, crescimento, maturidade e declínio.

    A introdução é o período em que o produto entra no mercado, fazendo com que cresça a necessidade dos consumidores consumirem o produto. A partir do crescimento o produto entra em um estagio de crescimento, vendas mais ajustadas e rápidas, onde os lucros se elevam junto à demanda nos canais de distribuição.

    Durante a maturidade o produto já se tornou conhecido e as vendas já subiram até atingirem um patamar. Neste caso, como o produto não é mais novidade as vendas continuam em um ritmo mais lento. O declínio é um ponto que gradativamente suas vendas começam a cair por diversos motivos de inovações ou superações nas tecnologias.

    De acordo com Churchill Jr e Peter (2005 p.240), “outra limitação é que nem todos os produtos percorrem o ciclo de vida da mesma maneira. Muitos produtos simplesmente fracassam, sem passar por algo que possa se aproximar de um ciclo de vida completo.Diversas variações no ciclo da vida também existem, duas das quais são as modas e os modismos”.

    Atualmente os consumidores não estão se focando apenas nos produtos, mas sim nas marcas dos produtos oferecidos. Segundo Churchill Jr e Peter (2005 p.244), “os profissionais de marketing atribuem marcas a seus produtos para diferenciá - los dos concorrentes e para ajudar os compradores a tomar decisões dê compra. Uma marca é um nome, termo, design, símbolo ou qualquer outra característica que identifique o bem ou serviço de um vendedor como distinto dos bens ou serviços de outros vendedores”.

    Uma marca é necessária para estimular os consumidores a comprar a partir delas. A mesma podem se estimular a fazerem compras para se satisfizer.

    Desta forma, administrar marcas é um conceito para que conquistem a confiabilidade dos consumidores ou público alvo, de maneira que supra as necessidades e desejos dos clientes a partir da concorrência. A oferta que uma marca trás a uma empresa, pode mantê-la no topo em relação á sua concorrência e por muito tempo e se mantendo estabilizada.
    A marca de um produto pode diferenciar totalmente durante uma compra, traduzindo quais os maiores vendedores organizacionais.

    ResponderExcluir
  7. Jaqueline Correa Gomes

    As organizações classificam seus produtos de várias formas.
    A classificação de um produto depende muito de sua estratégia de marketing, um mesmo produto pode fazer parte de diversas categorias de consumidores.
    Os profissionais de marketing podem mudar a categoria de seus produtos através de alterações em seus tributos.
    Os produtos, assim como os seres vivos passam por alguns estágios de vida (introdução, maturidade, declínio, e avaliação de ciclo de vida).
    Muitas das vezes os produtos são identificados através de suas marcas , pois existe uma grande lealdade do consumidor em relação a marcas de produtos, e as marcas beneficiam tanto comprador quanto vendedor.
    Mas os produtos também podem ser vendidos sem marcas, são os chamados produtos genéricos que são produtos que se assemelham as marcas de suas categorias.
    As vezes as empresas comercializam e vendem seus produtos usando uma única marca para distinguir melhor seus produtos no mercado, e o estabelecimento destas marca é feita pelo próprio fabricante ou comerciante da mesma.
    Alguns fabricantes ainda preferem criar uma competição entre suas marcas próprias e genéricas reduzindo seus preços.
    Entretanto o estabelecimento de apenas uma marca é muito importante para as atividades de marketing, para diferenciar o produto da concorrência, só que a maioria das organizações comercializa mais de um produto.

    ResponderExcluir
  8. Maiza Silva

    ADMINISTRANDO PRODUTOS EXISTENTES

    Na visão de um profissional do marketing, antes de prospectar as exibições de seus produtos, se devem determinar o seu mercado-alvo podendo ser eles, consumidores ou compradores organizacionais. Os bens e serviços ofertados para os consumidores de carros, toalhas de banho até mesmo de concerto de musica clássica são chamado de produtos de consumo. Já os chamados produtos industriais são voltados para compradores organizacionais que tem por objetivo a aquisição de máquinas, peças e matéria-prima.

    Para que se possa definir melhor um produto, é cabível avaliar a duração do mesmo. Existem dois modelos de bens, sendo um os bens duráveis que tem por prazo um longo período de tempo chegado até três anos e os bens não-duráveis que implica em um curto período de vida útil como a gasolina e as refeições de um restaurante.

    O ciclo de vida de um produto aborda estágios que auxiliam na venda de determinado produto. Destaca-se o crescimento, estagio em que o produto é novidade no mercado, momento em que o consumo e o lucro são altos; a maturidade é o estagio em que as vendas dos produtos se estabilizam; e por fim o declínio, momento em que as vendas começam a cair e o produto perde seu valor se não elaborado outra estratégia de venda.

    Para atribuir valor a venda do produto, os profissionais do marketing atribuem marcas em seus produtos não somente para diferenciá-los de seus concorrentes mais também para estimular o comprador. Existem os benefícios de marcas que são atribuídos pela lealdade dos compradores; os tipos de marcas que também podem ser genéricas e a seleção de uma marca que faz com que o consumidor adquira sentimentos positivos como confiança e credibilidade na marca.

    Portanto quando se visa a aquisição de um produto a finalidade dos profissionais de marketing são de atribuir a esses produtos uma boa exposição para que assim possam estimular a boa venda agradando os consumidores e proporcionar o lucro esperando pelas organizações.

    ResponderExcluir
  9. Administrando Produtos Existentes

    Este capítulo introduz a administração de produtos, classificando os produtos, que podem ser divididos nos de consumo e os industriais, os duráveis e os não-duráveis. Como se dá o ciclo de vida de um produto, como se estabelece uma marca e o seu valor, os compostos de produtos e as linhas de produtos.

    Dentro da classificação dos produtos estão os de consumo e os industriais. Entre os produtos de consumo estão: produtos de conveniência, produtos de compra comparada, os produtos de especialidade e os produtos não procurados. Já entre os industriais estão às instalações, os equipamentos acessórios, os componentes, a matéria-prima, os suprimentos e os serviços empresariais.

    Ainda dentro da classificação dos produtos estão os duráveis e os não duráveis. Os não-duráveis são aqueles que são utilizados por um curto período de tempo, já os duráveis por um maior tempo, normalmente acima dos três anos de uso.

    “As estratégias de marketing que funcionam bem para jornais não são as mesmas que funcionam para programas de busca na Internet. Há muitas razões para as diferenças, mas uma das mais importantes é que esses produtos estão em diferentes estágios de seu ciclo de vida. Os produtos, como os seres vivos, podem ser vistos passando por certos estágios de vida. O ciclo de vida do produto é, portanto, um modelo dos estágios do histórico de vendas e lucros de um produto.” (CHURCHILL, 2005, p. 237-238).

    O ciclo de vida do produto passa por quatro fazes, são elas: introdução, crescimento, maturidade e declínio.

    “O ciclo de vida do produto, todavia, apresenta limitações que requerem cautela no seu uso para desenvolvimento de estratégias. Por exemplo, o período de tempo que um produto permanecerá e, cada estágio é desconhecido e não pode ser previsto com precisão. Assim embora seja provável que todos os estágios venham a ocorrer para um produto bem-sucedido, os profissionais de marketing não podem prever quando um estágio terminará e o outro começará, a fim de adaptar suas estratégias no momento apropriado.” (CHURCHILL, 2005, p. 240).

    As marcas atraem as pessoas, e o papel dos profissionais do marketing é criar uma fidelidade dos clientes para com a marca, o autor cita o exemplo da Honda que começou a fabricar motores de popa e teve boa aceitação, pois as pessoas já haviam obtidos bons resultados com automóveis da Honda.
    Os profissionais do marketing precisam gerenciar o produto não só a individualidade. A modificação de um produto pode levar ao sucesso e a potencialização das vendas destes produtos.

    Mas a marca deve sempre manter sua alta qualidade aparente para que as pessoas confiem na marca e no produto como um todo. Dessa forma se dá uma eficaz administração dos produtos.

    ResponderExcluir
  10. ADMINISTRANDO PRODUTOS EXISTENTES

    Para agilizar o planejamento do composto de marketing os produtos são classificados pelas organizações; duas classificações básicas que podem ser levadas em consideração são elas: se o produto é destinado a consumidores ou a organizações, e se são duráveis ou não-duráveis.
    Bens e serviços que são utilizados por consumidores são chamados de produtos de consumo, enquanto os utilizados pelas organizações são produtos industriais.
    Os produtos de consumo são classificados de acordo com a decisão de compra de seus consumidores, observe:
    Produto de conveniência: não são caros e não contam com grande envolvimento de seus consumidores, e são comprados com pouco esforço.
    Produto de compra comparada: envolve mais tempo para decisão e busca de informações, isso porque se trata de um produto que custa mais e tem mais importância para o consumidor.
    Produto de especialidade: esse tipo de compra exige alto envolvimento do comprador, uma busca mais aprofundada de informações tornando o tempo de decisão longo, uma vez que são comprados com pouca freqüência e geralmente são caros, por exemplo: uma casa ou um carro.
    Produtos não procurados: são produtos do quais os consumidores não se preocupam em adquirir e/ou talvez nem saibam que existam, como por exemplo: seguros de vida.
    Já os produtos industriais que são em sua maioria matéria-prima, máquinas e equipamentos utilizados na fabricação de seus produtos; e ainda suprimentos e serviços utilizados para operar suas atividades; porém, também é possível visualizá-los através de uma classificação básica:
    Instalações: utilizados para produzir bens e serviços, são geralmente de grande porte e não-portáteis.
    Equipamento acessório: são ferramentas e/ou equipamentos portáteis que são utilizados no processo de produção, mas que não se acoplam ao produto acabado.
    Componentes: são aqueles que se acoplam ao produto acabado, como por exemplo: motores.
    Matéria-prima: são itens que não foram processados, mas que ao serem transformados em componentes acabam por fazer parte do produto acabado, como por exemplo: o trigo.
    Suprimentos: são bens que facilitam a fabricação de outros produtos, mas não se agregam a ele, por exemplo: canetas.
    Serviços empresariais: são em sua maioria serviços terceirizados, ou seja, serviços prestados a organização e que oferecem suporte, um exemplo desse tipo de serviço pode ser a contabilidade de uma empresa.
    Podemos ainda observar os produtos como:
    Bens duráveis: utilizados durante um período longo. Exemplo: carro.
    Bens não-duráveis: utilizados durante um período curto. Exemplo: alimentos.
    Ao realizar o estudo de marketing de bens duráveis e de bens não-duráveis, observamos fatores que devem ser levados em consideração; uma vez que bens duráveis são geralmente mais caros e por isso faz com que as pessoas pesquisem mais antes de concluir a compra, enquanto os bens não-duráveis fazem com que os profissionais em marketing se preocupem em deixá-los disponíveis e ainda manter a variedade de cores, estilos e sabores.

    ResponderExcluir
  11. As estratégias de marketing também não funcionam da mesma forma para todos os produtos, uma vez que os produtos estão em diferentes estágios de seu ciclo de vida. O ciclo de vida de cada produto consiste no histórico de lucros e vendas de cada produto, esse ciclo de vida pode ser observado em quatro estágios, sendo eles:
    Introdução: período em que o produto é introduzido no mercado. Nesse período não há grandes índices de vendas e o custo de produção é alto, com isso o profissional em marketing tem como objetivo fazer com que os compradores tomem consciência da existência do produto e ainda que o experimentem; o maior desafio desse período é manter dinheiro suficiente para suprir as despesas desse período.
    Crescimento: nesse período as vendas crescem e conseqüentemente os lucros, o desafio desse período é acompanhar a demanda e ainda evitar a concorrência, por isso, faz-se necessário construir a demanda secundária, que consiste em valorizar sua marca.
    Maturidade: período em que o produto se encontra estável, já está conhecido; e nesse período o crescimento das vendas torna-se mais lento, porém pode haver um declínio nesse período. Torna-se necessário atrair mais consumidores com inovações.
    Declínio: período em que as vendas caem, e há diversas razões que influenciam esse processo de declínio como, por exemplo: o surgimento de uma nova tecnológica. Nesse caso, cabe aos profissionais de marketing tentar manter a lucratividade do produto, e para isso uma abordagem bastante utilizada é cortar custos.
    Avaliação do ciclo de vida do produto: ao analisar o ciclo de vida de um produto é preciso cautela uma vez que pode apresentar limitações na construção da estratégia. Por exemplo: não sabemos quando tempo o produto vai permanecer em cada estagio, ou seja, não pode ser previsto; e ainda observamos que nem todos os produtos percorrem da mesma maneira o ciclo de vida. Durante o ciclo de vida, existem variações que podem interferir no ciclo de cada produto, sendo elas: moda (produtos aceitos e populares, como por exemplo: roupas) e modismo (passam por um período breve de popularidade, como por exemplo: bonecas que cantam).
    O processo em que o produto se espalha e fica conhecido pela população é chamado de difusão do produto; e nesse período de difusão são observadas cinco categorias de adotantes, sendo elas: inovadores, adotantes iniciais, maioria inicial, maioria tardia e retardatários.
    Além da preocupação com o ciclo de vida do produto, também há preocupação dos profissionais em marketing em atribuir marca a seus produtos a fim de diferenciá-lo de seus concorrentes; uma vez que a marca é valorizada e contribui na tomada de decisão dos consumidores.
    A marca pode trazer benefícios para o produto, pois se torna uma maneira de distinção do produto na mente dos consumidores e acaba por fazer com que o consumidor se comprometa com o produto, o que é chamado de lealdade de marca.
    Podemos observar três tipos de marcas, são elas: marca do fabricante (aquela que sua propriedade/uso pertence ao fabricante); marca própria (de propriedade/uso do atacadista ou varejista); e marcas genéricas (são produtos como: verduras, frutas; suas embalagens não trazem informações de sua marca).
    Ao estabelecer uma marca devemos levar em consideração alguns critérios, como: indicar benefícios que o produto oferece; facilidade de memorização; coerência do nome com o produto; não deve violar a condição legal (não deve ter o mesmo nome de uma marca já registrada); e a facilidade em assimilar o nome ao produto.

    ResponderExcluir
  12. O processo de seleção tem inicio dentro da organização quando são sugeridos nomes pelos membros; porém há empresas que pedem ajuda externa. Após a escolha da marca é preciso protegê-la, e para isso é preciso que a organização registre-a.
    Ao desenvolver o valor de uma marca podemos contar com componentes como: lealdade do cliente, conhecimento da marca, qualidade, associação da marca e ainda outros atrativos que podem fazer com que essa marca tenha um impacto positivo ou negativo perante os consumidores. Sabendo disso, o profissional em marketing tende a valorizar e proteger a marca a fim de preservar sua valorização diante do mercado consumidor.
    Quando é oferecido um conjunto completo de produtos para a venda é chamado de composto de produtos, ou seja, são oferecidas varias linhas de produtos que se são semelhantes, por exemplo: toda a linha de biscoito (recheado, água e sal, amanteigado, etc.).
    Mudanças nos compostos e nas linhas de produto propõem melhorar a competitividade, essas mudanças podem ser observadas em quatro categorias, sendo elas: estratégia de continuidade (na qual são mantidos os mesmos produtos e suas linhas, sem nenhuma alteração); estratégia de modificação dos produtos (na qual todos os produtos e linhas são alterados); estratégia de adição (na qual são acrescentados novos produtos às linhas e/ou novas linhas são acrescentados aos compostos) e estratégia de remoção (na qual o produto ou a linha são removidos do composto).
    Portanto, administrar um produto exige do profissional em marketing além de conhecimento e atenção, muito tempo e dedicação; a fim de que a marca se estabeleça no mercado e ainda se mantenha longe do declínio. Para isso faz-se necessário estudar o seu mercado-alvo e identificar suas características e quais seriam as estratégias mais eficientes para que o produto seja bem representado pela marca e se torne conhecido por seu mercado-alvo.

    CHURCHILL JR, PETER (2005)

    ResponderExcluir
  13. Os produtos no mercado são classificados podendo ser bens duráveis e bens não duráveis . Bens e serviços vendidos para consumidores são conhecidos como produtos de consumo. Enquanto bens e serviços vendidos para organizações são chamados de produtos industriais.

    São caracterizados por bens de consumo os bens que são direcionados aos consumidores desde produtos como automobilísticos, um concerto de musica clássico, toalhas de banhos, CDs players.

    Os consumidores tomam suas decisões de compras conforme sua necessidade seja o cliente que necessita da satisfação de produtos básicos individuais ou o cliente organizacional que necessita suprimir necessidades básicas de sua empresa.

    São considerados como bens duráveis aqueles usados por pelo menos três anos. Como exemplo veículos, mobílias. Já os bens não duráveis são caracterizados pelo seu prazo menor de existência, como refeições em restaurantes, gasolina entre outros, podem durar menos de três dias.

    O ciclo de vida dos produtos acontece pelas suas etapas que consiste a Introdução, Crescimento, Maturidade e Declínio. A Introdução acontece quando o produto é inserido no mercado, um novo produto entra. Em conseqüência as vendas começam lentamente devido à novidade de mercado, nesse estágio os custos costumam ser altos.

    O estagio do crescimento as vendas sobe, e aumentam os clientes, os lucros também sobem conforme os vendedores aprendem a fazer uso eficiente de suas instalações de produção e canais de distribuição. Nesse estágio há um desafio no qual é preciso acompanhar a demanda e evitar os concorrentes, que são atraídos no mercado devido ao índice alto de vendas e lucros.

    A Maturidade é o estagio que requer maior atenção pois é caracterizado devido a muitos possuírem o produto, então suas vendas sofrem uma lentidão. E pode até cair no final desse estágio. No fim o ultimo estagio o declínio, o volume de vendas da maioria dos produtos começa a cair. Os profissionais de marketing podem responder ao declínio das vendas procurando maneiras de manter o produto lucrativo.

    Ex: As empresas automobilísticas buscam de forma constante e intensa a aprimorar seus veículos, seja no conforto, designer, economia, praticidade e cores. Assim como os veículos da Ford, especificamente Uno.

    ResponderExcluir
  14. Administrando Produtos Existentes

    Para os conceitos de marketing o produto não só é classificado como bens e serviços, como também um conjunto de valores, como as marcas, embalagens e serviços aos clientes. Esses produtos para os consumidores (pessoas), como para as organizações (empresas), sendo produtos tangíveis (bens) ou intangíveis (serviços).

    De acordo com Churchill Jr. e Peter (2005), os produtos podem ser divididos entre produtos de consumo e industriais. Os produtos de consumo são os bens e/ou serviços direcionados aos consumidores, os mesmos podem ser classificados de tal forma:
    - produtos de conveniência, são comprados rotineiramente, sem pesquisa;
    - produtos de compra comparada, exige pesquisa das alternativas;
    - produtos de especialidade, comprados com pouca frequência, geralmente, caros;
    - produtos não procurados.
    Já os produtos industriais como o próprio nome já diz, são as matérias-primas, peças e máquinas que os consumidores organizacionais compram, eles também podem ser classificados da seguinte forma:
    - instalações, são bens industriais não-portáteis;
    - equipamento acessório, são equipamentos e ferramentas fabris;
    - componentes, são peças e materiais processados que fazem parte dos produtos acabados;
    - matéria-prima;
    - suprimentos, são bens industriais consumidos no processo de produção de outros produtos;
    -serviços empresariais, são serviços que dão suporte às atividades da organização.
    Os bens que duram mais de três anos, como carro e casa, são considerados de bens duráveis, já os bens usados em breve período são considerados de não-duráveis.

    Segundo os autores, Churchill Jr. e Peter (2005), todo produto tem um ciclo de vida, uns com ciclos mais demorados e outros com um ciclo mais rápido, tudo se explica pelo fato dos produtos terem certos estágios de vida como os seres humanos. Então o ciclo de vida do produto nada mais é do que um modelo dos estágios do histórico de venda e lucro de um produto, esses estágios são designados como introdução (entrado no mercado), crescimento (as vendas começam a crescer aceleradamente), maturidade (produto conhecido no mercado, vendas mais graduais) e declínio (as vendam começam a cair, geralmente param).

    ResponderExcluir
  15. “ Moda é estilo de produtos aceitos e populares (…) Modismos são produtos que experimentam um período intenso porém breve de popularidade, como uma moda passageira.” Churchill Jr. e Peter – pg. 240 – 241 (2005)

    Os próprios autores, Churchill Jr. e Peter (2005), dizem que os benefícios da moda é bem visível , pelo fato dos compradores potenciais terem em mente uma distinção das marcas escolhidas, os mesmos podem dedicar um esforço extra e gastar dinheiro adicional para comprar uma determinada marca, esse comprometimento é chamado de lealdade de marca. As marcas podem ser divididas de tal maneira: marca do fabricante (marca de propriedade e uso do fabricante do produto), marca própria (de propriedade e uso de um atacadista ou varejista) e marcas genéricas (identificados apenas por sua classe genérica).

    “ Uma boa estratégia de estabelecimento de marca é importante, porque ajuda os profissionais de marketing a desenvolver e manter uma imagem positiva entre os compradores. (…) O valor de uma marca para a organização é chamado de valor de marca, o valor de marca inclui a lealdade do cliente pela marca, a consciência do nome da marca, a qualidade percebida, associações da marca e outros ativos da marca.” Churchill Jr. e Peter – 250 (2005)

    Segundo Churchill Jr. e Peter (2005), composto de produtos é todo o conjunto de produtos oferecidos para a venda por uma organização, esse composto de produtos pode ser composto de várias linhas de produtos, ou seja, grupos que compartilham características, canais, clientes, ou usos comuns. Os profissionais de marketing podem mudar seus compostos e linhas de produtos para aumentar a competitividade, usando estratégias, tais como: estratégia de continuidade (manter os mesmos produtos e linhas de produtos no composto de produto), estratégia de modificação dos produtos (tenta melhorar regularmente a posição competitiva de alguns de seus produtos ou linhas existentes), estratégia de adição (acrescentar novos produtos a linhas existentes) e estratégia de remoção (remover produtos ou linha de produtos, que foram analisados).

    ResponderExcluir
  16. LUCIANA DOS SANTOS OMELLI30 de março de 2011 12:10

    Administrando Produtos Diferentes
    Os produtos de consumo são os bens e serviços vendidos para consumidores,podendo ser classificados a partir da tomada de decisão de compra,sendo eles:produtos de conveniência,de compra comparada,de edspecialidade e produtos não procurados.
    Os produtos industriais são bens e serviços vendidos para as organizações,que compram matéria-prima para fabricá-los e suprimentos e serviços para operar seus negócios,classificando os como:intalações, equipamentos,acessórios,componentes,matéria-prima,suprimentos e serviços empresariais.Esses produtos são projetados para ajudar os compradores a criarem valores para seus clientes,reduzindo custos de produção e aumento da qualidade.
    Os bens de consumo são considerados bens-não-duráveis,quando usado por um breve período de tempo,onde seus compradores dão valores à conveniência e a variedade.Já os bens duravéis são usados por um longo período,seus compradors preocupam com a confiabilidade do produto e disposição da assistência técnica.
    O ciclo de vida desses produtos são baseados em lucros e venda,com os sequintes estágios:introdução,crescimento,maturidadee e declínio.Sofrendo variações pela moda e pelo modismo.
    A fifusão do produto é o processo pelo qual novos produtos espalham na população,com as sequintes categorias:inovadores,adotantes,iniciais,a maioria inicial,a maioria tardia e os retardatários.
    Os compradores na maioria das vezes,não só se preocupa com o produto e sim com a sua marca.A marca é um nome ou qualquer outra característica que identifique o produto dos demais.Podendo ser classificada como:marca nominal,um símbolo de marca,registrada,marca de seerviço e a marca família.
    O uso da marca é um modo de distinguir produtos na mente dos compradores,ajudando-os a tomar decisões de compra reduzindo o tempo e a energia envolvida nesse processo,proporcionando bons sentimentos derivados da associação positivas com a marca.

    ResponderExcluir
  17. REGIELE DE ANDRADE


    ADMINISTRANDO PRODUTOS EXISTENTES

    O capitulo apresenta a administração de produtos, em especial com relação a produtos existentes, define as amplas categorias de produtos, descreve o ciclo de vida de um produto, desde sua introdução no mercado a até o seu declínio e possível remoção do mercado. Apresenta uma discussão sobre marcas, que inclui maneiras como o estabelecimento da marca pode dar apoio ao posicionamento do produto e aumentar o valor para os clientes, encerra discutindo questões referentes á variedade de produtos de uma organização. (CHURCHILL JR E PETER 2005).

    De acordo com Churchill Jr e Peter (2005, p.237) “as estratégias de marketing que funcionam bem para jornais não são as mesmas que funcionam para programas de buscas na Internet.”

    De acordo com Churchill Jr e Peter (2005, p.238)” os produtos, como os seres vivos, podem ser vistos por certos estágios de vida. O ciclo de vida do produto é, portanto, um modelo dos estágios do histórico de vendas e lucros de um produto.”

    Os quatro estágios do ciclo de vida do produto são introdução, crescimento, maturidade e declínio, durante o estagio final, os profissionais de marketing podem estimular a demanda ou podem parar de oferecer o produto.
    • INTRODUÇÃO: durante este estagio, é lançado um o produto no mercado, as vendas começam lentamente, mas depois aumentam. Os custos são altos, como os custos são altos e suas vendas estão apenas começando a crescer, os lucros costumam ser negativos nesse estagio. Desta forma um dos maiores desafio dessa fase é manter dinheiro suficiente entrando para cobrir as despesas de construção da demanda.
    • CRESCIMENTO: durante este estagio, sobem rapidamente conforme cada vez mais compradores começam a experimentar o produto, os lucros aumentam, os desafios desse estagio incluem acompanhar a demanda e evitar os concorrentes, que são atraídos para o mercado por causa do crescimento em vendas da empresa e das grandes margens de lucro.
    • MATURIDADE: um produto está maduro quando se torna conhecido no mercado e quando as vendas sobem mais gradualmente até atingir um platô, como muitos compradores já possuem o produto, o crescimento das vendas é mais lento e pode até começar a cair no final desse estagio.
    • DECLINIO: nesse estagio o volume de vendas da maioria dos produtos começa a cair. Há muitas razões possíveis para esse declínio nas vendas. Os profissionais de marketing podem responder ao declínio nas vendas procurando maneiras de manter o produto lucrativo. Uma forma é cortar os custos, em geral os profissionais de marketing podem modificar os produtos e procurar novos usos ou novos mercados para conter o declínio. (CHURCHILL JR E PETER 2005).


    De acordo com Churchill Jr e Peter (2005, p.257):
    Os profissionais de marketing precisam gerenciar produtos não só individualmente, mas também de acordo com sua relação com outros produtos na linha e no composto. Ao considerar se devem deixar as coisas como estão, modificar, acrescentar ou remover produtos ou linhas, os profissionais de marketing devem ter em mente as relações entre eles. Extensão de linha é uma maneira de capitalizar o valor da marca da organização e sua experiência na produção e no marketing de uma categoria de produtos. Os profissionais de marketing descrevem o composto de produtos de uma organização em termos de sua extensão, profundidade e consistência.

    ResponderExcluir
  18. Administrando Produtos Existentes

    Para melhor planejamento de marketing, as organizações classificam seus produtos de diversas maneiras. Duas classificações básicas levam em consideração se o produto destina-se a consumidoras ou a organizações e se ele é durável ou não durável.
    Produto de consumo e industriais, os profissionais de marketing precisam determinar se seu mercado alvo, é constituído primariamente de consumidores ou compradores organizacionais. Bens e serviços vendidos para organizações são chamamos de produtos industriais.
    Os compradores geralmente preocupam –se não só com os tipos de produtos, mas também com marcas de produtos.
    Os profissionais de marketing atribuem marca a seus produtos para diferencia – lo dos concorrentes e para ajudar os compradores a tomar decisões dê compra.
    O conjunto completo de produtos oferecido para a venda por uma organização é conhecido como o composto de produtos da organização, variedade de produtos ou portifólio de produtos. Churchill Jr, Peter (2005; p.251).
    Os profissionais de marketing avaliam um composto de produtos considerando sua extensão, profundidade e consistência. Finalmente, a consistência diz respeito à similaridade das linhas de produtos em termos de matéria – prima, requisitos de produção, canais de distribuição, ou outros aspectos. Churchill Jr, Peter (2005; p. 252).
    O planejamento do composto de marketing classifica seus produtos de diferentes modos, ou seja, se o produto é direcionado às empresas ou consumidores. Os profissionais de marketing identifica qual o mercado - alvo que se destina aos compradores organizacionais e quais são exclusivos a consumidores. Os bens e consumos são oferecidos as organizações, já os consumidores se preocupam com as marcas e variedades de produtos, os profissionais diferenciam seus produtos da concorrência e contribui para que seus clientes possa tomar as decisões de compra com eficiência.

    ResponderExcluir
  19. Lucas Henrique Correia
    Administrando produtos existentes

    “Produtos de consumo e industriais: bens e serviços vendidos para consumidores são conhecidos como produto de consumo. Bens e serviços vendidos para organizações são chamados de produtos industriais.” (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.223)

    “Os profissionais de marketing que vendem produtos de compra comparada os oferecem em menos pontos de venda e fornecem informações vários atributos do produto, que ajudam os consumidores a escolher os produtos certos para suas necessidades.” . (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.234).

    “Outra limitação é que nem todos os produtos percorrem o ciclo de vida da mesma maneira. Muitos produtos simplesmente fracassam, sem passar por algo que possa se aproximar de um ciclo de vida completo. Diversas variações no ciclo da vida também existem, duas das quais são as modas e os modismos”. Churchill Jr e Peter (2005 p.240)

    Os produtos são subdivididos em ciclos de vida que são eles: introdução, crescimento, maturidade e declínio. Cada um desse ciclo representa uma etapa de desenvolvimento do produto, desde de sua concepção ate sua possível retirada do mercado. Podemos dizer que na fase de introdução é o ponto onde tem os maiores custo, pois nessa etapa ainda está se conhecendo a melhor estratégia de marketing para promover o produto, mais por outro lado os preços de vendas pode ser bem maior, devido a não concorrência já que geralmente são produtos patenteados e não existe concorrência. Na fase de crescimento, as vendas sobem muito, os vendedores conhecem bem o produto e, a principal preocupação é com a grande concorrência que é estabelecido, pois se encontra produtos similares no mercado. Com o amadurecimento do produto, que é a fase seguinte, começa a atingir um ponto limite nas vendas, pois grande parte dos consumidores já o possuem, com isso os preços tende a cair e os lucros diminuírem. No declínio os produtos estão com tecnologia ultrapassada, se vende muito pouco, e não oferecem mais interesse para grande parte do mercado consumidor.

    ResponderExcluir
  20. ADMINISTRANDO PRODUTOS EXISTENTES

    Para auxiliar no planejamento de marketing, as organizações classificam seus produtos de duas maneiras. A primeira é se o produto é destinado aos consumidores ou as organizações e a segunda se ele é durável ou não.
    Produtos de consumo são exatamente os bens e serviços vendidos aos consumidores e classificam-se de acordo com a tomada de decisão dos consumidores como: produtos de conveniência, produtos de compra comprada, produtos de especialidade e produtos não procurados.
    Já os bens e serviços vendidos as organizações são denominados produtos industriais e são divididos nestas categorias: instalações, equipamento acessório, componentes, matéria-prima, suprimentos, serviços empresariais.
    “Quando compramos certos bens de consumo, como um carro ou um colchão, esperamos que eles durem anos. Esses tipos de bens de consumo “usados por um longo período de tempo em vez de um breve período” são conhecidos como bens duráveis. Geralmente, consideram-se bens duráveis aqueles usados por pelo menos três anos.” (p.237)
    Já aqueles produtos que não se espera que dure muito tempo são chamados de bens não duráveis, geralmente são consumidos em menos de três dias.
    Os produtos, como os seres vivos, podem ser vistos passando por certos estágios de vida. O ciclo de vida do produto é, portanto, um modelo dos estágios do histórico de vendas e lucro de um produto.
    O primeiro estágio é denominado introdução, caracterizado pela introdução de um novo produto no mercado.
    O crescimento é quando as vendas sobem de forma significativa, aumentando o número de consumidores a experimentar o produto.
    A maturidade é quando o produto já é conhecido no mercado e já não existe um crescimento acelerado do produto pelo fato do produto já ter atingido os seus consumidores exponenciais, pelo contrário existe uma pequena queda ao fim deste estágio.
    O estágio de declínio é caracterizado pela significativa queda nas vendas do produto.
    “Os profissionais de marketing atribuem marcas a seus produtos para diferenciá-los dos concorrentes e para ajudar os compradores a tomar decisões de compra. Uma marca é “um nome, termo, design, símbolo ou qualquer outra característica que indique o bem ou serviço de um vendedor como distintos dos bens e serviços de outros vendedores.” (p.244)
    Uma grande estratégia do marketing é a agregação de valor que o bem recebe através da sua marca, onde uma boa reputação de qualidade do produto pode fazer com que os consumidores que já consomem os produtos de uma marca tornem-se fieis e ainda possa atrair novos consumidores.
    “Os profissionais de marketing mudam seus compostos e linhas de produtos para melhorar sua posição competitiva”. (p.253)
    As linhas de produtos têm a necessidade de uma regular avaliação, a fim de que possam ser tomadas as decisões necessárias. Operacionalmente, uma organização tem quatro opções:
    1- Estratégia de continuidade: que mantêm seus produtos sem quaiquer mudança.
    2- Estratégia de modificação dos produtos: onde as linhas de produtos são alterados por inteiro.
    3- Estratégia de adição de produto: onde são acrescentados novos produtos as linhas ou novas linhas acrescentadas ao composto dos produtos.
    4- Estratégia de remoção: onde os produtos ou as linhas são removidos do composto de produtos.

    ResponderExcluir
  21. Marcos Vinicius P. Mundim
    Administrando produtos existentes

    De Acordo com (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.223) os Produtos de consumo e industriais: bens e serviços vendidos para consumidores são conhecidos como produto de consumo. Bens e serviços vendidos para organizações são chamados de produtos industriais.
    “Os profissionais de marketing que vendem produtos de compra comparada os oferecem em menos pontos de venda e fornecem informações vários atributos do produto, que ajudam os consumidores a escolher os produtos certos para suas necessidades.” . (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.234).
    Declínio: o volume de vendas da maioria dos produtos começa a cair. Há muitas razões possíveis para um declínio nas vendas, talvez uma nova tecnologia tenha levado a uma alternativa superior. (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.238 a 2041).
    O valor de uma marca para a organização é chamado de valor de marca, o valor de marca inclui a lealdade do cliente pela marca, a consciência do nome da marca, a qualidade percebida, associações da marca e outros ativos da marca.” (CHURCHILL JR,PETER 2005– P.250
    Os produtos são classificados em produtos de consumo e produtos industriais. Os produtos de consumo é subdividido em 3 categorias que são : Produtos de conveniência, produtos de compra comparada, produtos de especialidades. Já os produtos Industriais são aqueles que os compradores organizacionais compram matéria prima para fabricar seus próprios produtos. Esses produtos são subdivididos em ciclos de vida que são eles: introdução, crescimento, maturidade e declínio.

    ResponderExcluir
  22. ADMINISTRANDO PRODUTOS

    Antes de iniciar qualquer planejamento,os profissionais do marketing devem definir seu publico alvo,onde ele pode ser composto de consumidores ou compradores organizacionais.
    As organizações por sua vez para facilitar o processo do marketing,classificam seus produtos em: Bens duráveis e não duráveis.
    Bens duráveis :São produtos tangíveis,que se utiliza a longo prazo,envolvendo a confiabilidade do produto .Exemplo: Casas,automóveis e móveis .
    Bens não duráveis :São destinados a suprir o desejo dos consumidores em um prazo determinado de tempo,a exemplo os alimentos .(Gilbert A. Churchill Jr.,J.Paul Peter -2005).

    O estagio do ciclo de vida do produto se divide em quatro estágios,que são eles:
    Introdução,crescimento,maturidade e declínio .
    Introdução: É a fase onde produto esta sendo lançado no mercado.Essa fase é caracterizada por incertezas,custos altos e fragilidade,necessitando usar da diferenciação para driblar a concorrência.
    Crescimento:É o período em que o produto cresce no mercado,caracterizando a inovação tecnologia,o marketing,e a diminuição dos custos.
    Maturidade:Neste período,o produto que foi lançada,fez com que os clientes se acostumassem,fazendo com que ele não se torne mais novidade.
    Declínio: Os investimentos são cortados ,as vendas começam a cair,e acaba se retirando do mercado . .(Gilbert A. Churchill Jr.,J.Paul Peter -2005).

    “Outra limitação é que nem todos os produtos,percorrem o ciclo de vida da mesma maneira.Muitos produtos simplesmente fracassam ,sem passar por algo que possa se aproximar de um ciclo de vida completo.Diversas variações no ciclo de vida também existem,duas das quais são as modas e os modismos .” .(Gilbert A. Churchill Jr.,J.Paul Peter -2005- pg.240).


    Para que o comprador tome uma decisão e tenha a confiabilidade e fidelidade em relação a compra é necessário estabelecer marca ou valor a marca,fator esse que faz um produto se diferenciar de outro . .(Gilbert A. Churchill Jr.,J.Paul Peter -2005).


    Portanto o papel dos profissionais do marketing é fidelizar os clientes em relação a uma marca.A marca deve se manter sempre aparente aos olhos do consumidor,para que eles confiem nela .

    ResponderExcluir
  23. Franciene Caires

    “Para que o comprador tome uma decisão e tenha a confiabilidade e fidelidade em relação a compra é necessário estabelecer marca ou valor a marca,fator esse que faz um produto se diferenciar de outro . .(Gilbert A. Churchill Jr.,J.Paul Peter -2005).”


    “De Acordo com (CHURCHILL JR, PETER 2005.p.223) os Produtos de consumo e industriais: bens e serviços vendidos para consumidores são conhecidos como produto de consumo. Bens e serviços vendidos para organizações são chamados de produtos industriais.”



    “Outra limitação é que nem todos os produtos percorrem o ciclo de vida da mesma maneira. Muitos produtos simplesmente fracassam, sem passar por algo que possa se aproximar de um ciclo de vida completo. Diversas variações no ciclo da vida também existem, duas das quais são as modas e os modismos”. Churchill Jr e Peter (2005 p.240)


    “O ciclo de vida do produto, todavia, apresenta limitações que requerem cautela no seu uso para desenvolvimento de estratégias. Por exemplo, o período de tempo que um produto permanecerá e, cada estágio é desconhecido e não pode ser previsto com precisão. Assim embora seja provável que todos os estágios venham a ocorrer para um produto bem-sucedido, os profissionais de marketing não podem prever quando um estágio terminará e o outro começará, a fim de adaptar suas estratégias no momento apropriado.” (CHURCHILL, 2005, p. 240)


    “As decisões relacionadas ao estabelecimento de uma marca são cruciais para o sucesso das atividades de marketing. Uma boa marca pode diferenciar o produto da concorrência e dar origem a sentimentos positivos como confiança, credibilidade, segurança e força.” (Churchill, 2005, p. 248).

    ResponderExcluir
  24. Mariane G. Rufino Vasconcelos30 de março de 2011 17:36

    Administrando Produtos Existentes

    O ponto de partida para classificação de um produto, acontece primeiramente ao definir qual será o seu mercado-alvo, se este atendera aos consumidores ou organizações, e posteriormente, si ele é um produto durável ou não-durável. Os produtos destinados a consumidores vão desde objetos simples a grandes compras. O profissional de marketing precisa saber trabalhar com os produtos oferecidos, pois, um produto pode variar em diferentes categorias e atender diferentes consumidores em situações diversas. Já os produtos industriais, na maioria das vezes, são projetados para ajudar os compradores a agregar valor para os clientes e também contribuir na redução de custo da produção, aumentando assim a qualidade dos produtos finais.
    Em relação a durabilidade os produtos podem ser considerados duráveis e não-duráveis. Os produtos duráveis têm em media em tempo de vida em torno de três anos e, os não-duráveis são consumidos em alguns dias. Os produtos de valores mais altos exigem maior cuidado para efetuar a compra, pois, os consumidores pesquisam qualidade e confiabilidade antes de concluir.
    Os profissionais de marketing precisam saber qual é o melhor momento para usas suas estratégias de publicidade, pois, os produtos passam por um ciclo de vida e este pode influenciar na demanda. Sendo este ciclo introdução, crescimento, maturidade e declínio. Cabe a estes profissionais identificarem o momento certo para comercializar e oferecer os produtos,assim como, recuar ou cessar as vendas nos mesmos. Vale ressaltar, que alguns produtos não passam por todos os processos do ciclo de vida da mesma maneira, eles podem não conseguir alcançar o objetivo esperado e fracassarem no primeiro período de vida.
    Quando um produto é bem sucedido, rapidamente ganha os consumidores, e estes ficam responsáveis pela divulgação positiva ou negativa destes produtos. Para algumas organizações, vale a pena, apostar nos maquinas novas que prometem inovações, pois, geram mais benefícios e melhorias na produtividade. Entretanto, os profissionais de marketing precisam convencê-los de que os avanços tecnológicos são de uso fácil, confiável e terá uma aceitação rápida pelos usuários.
    Para facilitar o reconhecimento dos produtos comercializados, os representantes o associam a uma marca devidamente registrada para assegurar todos os direitos. Uma marca respeitada e bem-sucedida ganha credibilidade dos mercados-alvos. As imagens que os consumidores criam das marcas influenciam no momento da compra, por este motivo os profissionais de marketing precisam passar uma idéia positiva aos consumidores. Contudo, as marcas podem reduzir o tempo e facilitar o processo de compra.
    Muitos comerciantes utilizam as marcas para melhorar o faturamento, uma vez que, criam suas próprias marcas e vendem com uma porcentagem de lucro maior. Também, possibilita um melhor controle de qualidade e promoções e preços mais acessíveis. Uma boa marca faz todo diferencial é através dela que os clientes vão poder distinguir o produto da concorrência, se a imagem for positiva pode dar procedência a sentimentos como confiança, credibilidade, segurança e ainda conquistar novos clientes.

    Mariane Rufino – 4º semestre - ADM

    ResponderExcluir
  25. Administrando Produtos

    No processo de marketing as organizações têm uma visão ampla no caso de elaborar as estratégicas, para que o consumidor se interesse pelo produto demonstrado, ficando assim uma grande procura pelo produto, ou seja, chegou e alcançou um publico alvo.

    Os profissionais de Marketing se preocupam mais com bens duráveis, no qual traz benefício para os compradores, pois eles ficam com mais durabilidade e trazendo mais confiança para o cliente. Concedendo ainda a garantia para o bem adquirido. No caso de produtos não – duráveis no ato da compra as consumidores, querem apenas suprir a necessidade na qual ele deseja momentaneamente.

    Todo produto tem um clico de vida na qual é dividido em introdução quando o consumidor compra o produto desejo pelo mercado, de forma que gera todo um contexto dentro em fora de uma organização, e o cliente fica exposto de experimentar o produto na qual ele comprou. Tem- se também a fase na qual é o crescimento do produto na qual ele é consumido em grande escala, trazendo benefícios para todos os lados possíveis na empresa e também fora dela. Entre outros processos a grande dificuldade é conseguir colocar o produto em vida ativa, por isso se tem que estudar o marketing correto para utilizar.

    Concluímos assim que é possível juntar forças e esforços para que a empresa consiga ter a fidelidade dos clientes para que o produto consiga estabilidade na qual trouxe benefícios visíveis de mercado. É possível ter o publico alvo e manter relações estáveis de satisfação, podendo ter inovações para suprir as necessidades de seus fiéis clientes.

    ResponderExcluir
  26. Laisa Alves Dias
    Administrando Produtos

    No processo de marketing as organizações têm uma visão ampla no caso de elaborar as estratégicas, para que o consumidor se interesse pelo produto demonstrado, ficando assim uma grande procura pelo produto, ou seja, chegou e alcançou um publico alvo.

    Os profissionais de Marketing se preocupam mais com bens duráveis, no qual traz benefício para os compradores, pois eles ficam com mais durabilidade e trazendo mais confiança para o cliente. Concedendo ainda a garantia para o bem adquirido. No caso de produtos não – duráveis no ato da compra as consumidores, querem apenas suprir a necessidade na qual ele deseja momentaneamente.

    Todo produto tem um clico de vida na qual é dividido em introdução quando o consumidor compra o produto desejo pelo mercado, de forma que gera todo um contexto dentro em fora de uma organização, e o cliente fica exposto de experimentar o produto na qual ele comprou. Tem- se também a fase na qual é o crescimento do produto na qual ele é consumido em grande escala, trazendo benefícios para todos os lados possíveis na empresa e também fora dela. Entre outros processos a grande dificuldade é conseguir colocar o produto em vida ativa, por isso se tem que estudar o marketing correto para utilizar.

    Concluímos assim que é possível juntar forças e esforços para que a empresa consiga ter a fidelidade dos clientes para que o produto consiga estabilidade na qual trouxe benefícios visíveis de mercado. É possível ter o publico alvo e manter relações estáveis de satisfação, podendo ter inovações para suprir as necessidades de seus fiéis clientes.

    ResponderExcluir
  27. Administrando produtos existentes

    Os Produtos dentro de suas especificações recebem duas classificações básicas que levam em consideração se o produto destina-se a consumidores ou a organizações, e se ele é durável ou não durável. Se o produto for destinado a organizações, eles serão classificados como produtos de consumo industriais, e se o produto for destinado a consumidores, eles serão classificados como produtos de consumo.

    Dentro da categoria de produtos de consumo os produtos podem ser classificados da seguinte forma:
    •Produtos de conveniência: todos os bens direcionados a consumidores com a finalidade de suprir uma necessidade evidenciada.
    •Produtos de compra comparada: são produtos comprados depois de algum esforço diante da comparação entre diferentes alternativas.
    •Produtos de especialidade: são produtos que devido ao seu alto valor comercial exige que o consumidor esteja disposto a fazer um esforço especial para adquiri-lo.
    •Produtos não procurado: são produtos que o consumidor na maioria das vezes não tem conhecimento, mas acabam comprando por causa da forte influência do marketing.

    Os produtos industriais assim como os produtos de consumo, também recebem classificações específicas de acordo com as seguintes categorias básicas:
    •Instalações: faz parte das instalações industriais de qualquer empresa, todo e qualquer bem físico não-portátil utilizado para a produção de outros bens e serviços.
    •Equipamento acessório: são todos os equipamentos e ferramentas fabris portáteis que fazem parte do processo produtivo, mas no final não se torna parte do produto acabado.
    •Componentes: são as peças e acessórios processados que no final do processo produtivo fazem parte do produto acabado.
    •Matéria prima: são materiais que passam por um rigoroso processo de transformação no processo produtivo, dando origem a produtos acabados.
    •Suprimentos: são bens industriais consumidos no processo produtivo, mas que no final não faz parte do produto acabado.
    •Serviços empresariais: são serviços que dão assistência as atividades da organização e contribuem para o seu funcionamento dentro do seu ramo ou segmento de atuação.

    ResponderExcluir
  28. CONTINUAÇÃO...

    De acordo com as suas características, os bens de consumo são classificados como bens duráveis e não duráveis. Os bens duráveis são aqueles usados por um longo período de tempo, enquanto os bens não duráveis, não tem tanta vida útil assim, podendo ter vida útil de acordo com o consumo do mesmo.

    Os produtos assim como todos os seres vivos, também possuem ciclos de vida bem definidos. Dessa forma o ciclo de vida dos produtos apresenta os seguintes estágios:
    •Introdução: é a entrada de um novo produto no mercado, nesse estágio as vendas começam devagar, aumentando de acordo com aceitabilidade do mercado consumidor. Como os custos são altos durante este estágio, os lucros costumam serem negativos.
    •Crescimento: nesse estágio as vendas crescem rapidamente, a aceitabilidade do produto pelos consumidores faz com que esse crescimento seja significativo; elevando para o alto os lucros oferecidos pelo produto. É nesse estágio que a concorrência cria a necessidade pela busca da demanda secundária, uma vez que a mesma baixa seus preços para melhorar a imagem da marca e atrair consumidores para seu produto.
    •Maturidade: nesse estágio o produto já é bem conhecido no mercado, e as vendas sobem gradualmente até atingir o ponto mais elevado. Nesse estágio as empresas e os profissionais de marketing procuram lançar no mercado novos modelos do produto ou reduzir o preço do mesmo com a finalidade de manter o produto por um longo período no ponto máximo, até a empresa criar um substituto para lançar no mercado.
    •Declínio: nesse estágio a venda do produto começa a cair, razão para isso pode ser uma nova tecnologia de produtos disponíveis no mercado ou as necessidades e valores dos consumidores mudaram, de forma que o produto não seja mais relevante ou atraente. Para conter esse declínio, o profissional de marketing deve procurar cortar os custos e, em geral, modificar os produtos e procurar novos usos ou novos mercados.

    ResponderExcluir
  29. CONTINUAÇÃO...


    Avaliando o ciclo de vida do produto, pode-se constatar que esses estágios definidos anteriormente, ajudam o profissional de marketing a planejar suas estratégias. Pois o crescimento elevado nas vendas de um novo produto, irá fazer com que a concorrência reaja e busque se adaptar para não perder espaço, daí surge a necessidade de criar estratégias para manter ou aumentar as vendas e os lucros do produto.

    O ciclo de vida do produto apresenta limitações que requerem certa cautela, pois, o período de tempo em que dura cada estágio é desconhecido e não pode ser previsto com precisão. Por isso o profissional de marketing deve estar atento às reações de mercado, para que ele possa entrar com a sua estratégia no momento certo e de forma bem sucedida.

    O profissional de marketing estabelece uma marca para agregar um valor a seu produto e diferenciá-lo dos concorrentes, com o objetivo de atrair para o seu produto cada vez mais consumidores.

    Portanto o profissional de marketing deve estar muito atento durante cada estágio do ciclo de vida de um produto, para que ele possa intervir de forma correta e eficaz em caso de declínio do produto, adotando a estratégia que melhor evitará que isso aconteça, uma vez que o período em que o produto permanece em cada estágio não acontece de forma que se pode notar. É necessário também que esteja atento ao mercado, quando se fazer necessário a adoção de um novo produto ou uma nova marca, ele esteja apto a atender tal necessidade sem que ele perca território para a concorrência.

    ResponderExcluir
  30. JEAN MARCOS CUSTPODIO FIRME
    Fichamento de Administrando Produtos Existentes
    Os produtos são classificados em produtos de consumo e industriais.
    Os produtos de consumo por sua vez caracterizam se em quatro categorias; de conveniência; compra comparada; de especialidades e não procurados.
    Os produtos de consumo por conveniência são aqueles que exigem pouco tempo de decisão na hora da compra, compra rotineira e também por serem de baixo custo. Sua distribuição é ampla. Já os produtos de compra comparada exigem envolvimento moderado, o preço também é moderado e a tomada de decisão é limitada. Este por sua vez é de distribuição seletiva.
    Existem também, os produtos de especialidades que possuem um custo maior e precisam de alto envolvimento do comprador com as informações sobre o produto, por isso, sua distribuição é exclusiva e o tempo na tomada de decisão é longo.
    Os produtos industriais são destinados a compradores organizacionais. Estes podem ser divididos em seis categorias; instalações; equipamento acessório; componentes; matéria prima; suprimento; serviços empresariais.
    Os produtos de instalações são aqueles ligados a infra-estrutura da empresa. A tomada de decisão é demorada e complexa e o preço não é tão importante. Os equipamentos acessórios são aqueles portáteis que auxiliam a produção, sua compra é menos complexa e demorada, nesse caso o preço pode ser interessante. A matéria-prima é aquela que será transformada em algum produto, seu preço é muito importante e a tomada de decisão varia de acordo com a complexidade da mercadoria em questão. Os componentes são peças que fazem parte do produto acabado, seu preço também pode ser importante, a compra é freqüente e menos complexa. Os suprimentos são utilizados no dia a dia da empresa, sua compra é simples, seu preço é importante e pode haver um único comprador. Os serviços empresariais são aqueles que dão suporte as atividades da empresa, ou seja, os serviços terceirizados. O tipo de decisão de compra e o preço variam de acordo com o serviço.
    Os produtos assim como o ser humano possuem o seu ciclo de vida no mercado. O ciclo de vida de um produto é dividido em quatro partes; introdução; crescimento; maturidade e declínio.
    A introdução é o momento em que o produto é lançado no mercado, normalmente os preços costumam ser altos devidos os gastos iniciais.
    O crescimento é o momento em que o produto esta se tornando conhecido, e as vendas aumentam rapidamente.
    A maturidade é quando o produto já é bem conhecido e bastante utilizado, e neste instante, é preciso inovar o produto já existente

    ResponderExcluir
  31. Zaiana Moura Prates Silveira30 de março de 2011 19:05

    Marketing do Produto

    CHURCHILL JR, Gilbert e PETER, J. Paul. A. Fundamentos de Marketing, São Paulo, edição 4º, Saraiva, 2005.
    Zaiana Moura Prates Silveira

    Marketing de Produtos envolve planejamento, análise de mercado, estratégias, posicionamento, pesquisas de mercado e todo o acompanhamento do produto, desde antes do início até depois do fim.
    Produto, em administração e marketing, é um conjunto de atributos, tangíveis ou intangíveis, constituído através do processo de produção, para atendimento de necessidades reais ou simbólicas, e que pode ser negociado no mercado, mediante um determinado valor de troca, quando então se converte em mercadoria.
    Segundo Kotler e Armstrong, produto é qualquer coisa que possa ser oferecida a um mercado para atenção, aquisição, uso ou consumo, e que possa satisfazer a um desejo ou necessidade.
    O produto é o primeiro elemento do Composto Mercadológico: todos os demais componentes dependem do estudo e conhecimento do produto. A propaganda, o preço e a distribuição só podem ser definidas após um estudo do produto e da identificação de seu mercado-alvo. Assim os fatores diretamente relacionados a oferta de marketing são aqui estudados.
    Quais produtos produzir e vender, quais novos produtos acrescentar, quais abandonar, em que estágio do ciclo de vida o produto se encontra, quantos produtos o portfólio deve ter, são apenas algumas das preocupações encontradas na Gestão de Produto
    O consumidor optará pelo produto que considerar como o de maior valor, e para isso levará em consideração aspectos tangiveis e intangiveis que merecem a atenção dos profissionais de marketing.
    Este componente do composto de marketing é responsável por definir o produto que o cliente quer. A palavra produto diz respeito não só aos produtos tangíveis (aqueles que podem ser tocados, concretos), como também os serviços (chamado de intangíveis).
    Um exemplo da diferenciação entre produtos e serviços pode ser dado por uma empresa de confecção que vende roupas (camisetas e calças, por exemplo), e presta serviços de costura. O primeiro exemplo consiste em algo tangível, que pode ser tocado, e concreto (as peças de roupa), e o último representa uma prestação de serviços (costura de peças com rasgos e defeitos). Ambos são sob a ótica do marketing definido como produtos.
    No processo de definição do produto, deve- se buscar esclarecer do que se consiste o produto, a quem se destina, para que serve, qual o desempenho, o que pode influenciar o cliente a optar por este produto frente aos dos concorrentes, e também definir o momento em que este é utilizado. Todas estas informações vão permitir a identificação dos critérios a serem avaliados e desenvolvidos em relação aos produtos da empresa.

    ResponderExcluir
  32. Administrando Produtos Existentes
    Este capitulo fala sobre como pode ser administrado diversos tipos de produtos em larga escala de variedades tendo uma visão ampla na área de marketing e concorrência entre os produtos,visando os clientes.Os profissionais de marketing tem a função de lançar produtos únicos no mercado,e fazendo que ele chega ate os clientes com bom respaldo de qualidade ou durabilidade ou outra característica que o produto oferece.Com isso tem alguns produtos de longa data no mercado,esse talvez seja mais difícil manter no mercado por já ter passado confiança aos clientes,e sempre tendo que inovar entre as concorrência por tanto a Electrolux esta a mais de 80 anos no mercado mundial,tem um ciclo de vida duradouro passou por diversas modificações nos seus produtos,alguns altos e baixos mais a marca continua solida, assim também é a coca cola que esta a 120 anos no mercado sendo o refrigerante mais vendido no mundo,evidentimente pela suas qualidades e uma grande ajuda de marketing e propagana.




    Jose Eduardo.

    ResponderExcluir
  33. Fichamento de MKT
    Dapitulo IX
    Sidney Cavoli
    C. I. – Os produtos são bens ou serviços, duráveis ou não duráveis, que de acordo com sua destinação final, podem ser classificados em duas categorias; produtos de consumo, cujo mercado-alvo determinado pelos profissionais de marketing é constituído primariamente de consumidores, e produtos industriais quando vendidos para organizações.
    C. I. – Os profissionais de marketing criam estratégias para atender as necessidades de um mercado-alvo, analisando como a maioria dos consumidores desse mercado categorizam o produto, para auxiliar os consumidores em suas escolhas, os profissionais de marketing dispõem de quatro categorias básicas de produtos: produtos de conveniência, produtos de compra comparada, produtos de especialidades e produtos não procurados.
    C. D. – “Os produtos, como os seres vivos, podem ser vistos passando por certos estágios de vida.”
    C. I. - De acordo com o histórico de vendas e lucro de um produto, seu ciclo de vida é estabelecido pelos estágios de introdução, crescimento, maturidade e declínio, tem-se portanto, um auto custo de investimentos com baixo retorno na introdução, seguido por um aumento crescente nas vendas até o estagio de maturidade, com redução de lucro ou inviabilidade de investimentos no estagio de declínio.

    ResponderExcluir